Como colocar lacinho em cachorro – Evitando acidentes

Quem tem um shih tzu, lhasa apso, poodle ou qualquer outra raça de pelos médios e longos com certeza já voltou do pet shop com um lacinho para cachorro no topo da cabeça do mesmo.

Inevitável, afinal, além de enfeitar o visual o acessório ajuda a manter os pelos longe dos olhos, evitando irritações e coceira, pode minimizar o calor nos dias mais quentes e evita que o pet se suje quando for comer ou beber água. E, afinal, como colocar lacinho em cachorro?

São vários os modelos, desde os mais simples até aqueles com brilhos, estampas e frufrus. Seja qual for o seu preferido, o importante é que ele não seja pesado demais, pois pode machucar o pet, e seja fácil de colocar e tirar, já que alguns podem puxar e danificar o pelo.

Lacinhos para cachorro: como fazer?

Dá para comprar os lacinhos prontos para cachorro em pet shops e lojas para animais, mas também é possível fazer o acessório em casa com a ajuda de cola quente, tecido, agulha e linha.

Pegue um pedaço de tule dobrado ao meio, por exemplo, em formato retangular, enrole uma linha no meio com o auxílio da agulha para dar o formato de laço e cole algum detalhe por cima para esconder a linha – pode ser pedrinhas brilhantes, corações, desenhos em EVA, estrelinhas, fitas de cetim, etc.

Laço para cachorro: como usar?

Penteie com uma escova adequada para o tipo de pelo – existem escovas diferentes para pelos duros e sedosos, curtos e longos – para remover nós.

O acessório pode ser de presilha (conhecido como bico de pato) ou de elástico, sendo que os melhores elásticos são aqueles encobertos com tecido, que diminui o atrito com o pelo e evita puxões.

Se o pet tiver pelos longos, penteie para cima e depois a frente do pelo para trás para colocar o lacinho. No caso de usar uma presilha, prenda com um elástico antes, evitando que o punhado de pelos se desmanche, e depois coloque-a abaixo do elástico.

Para cães de pelo curto não é necessário fazer essa “chuquinha” com elástico, mas evidentemente que o laço para cachorro só funciona se a quantidade e o comprimento dos pelos for suficiente para prendê-lo.

Para cães de pelo curto ou até os cães de pelo muito liso é possível aplicar um pouco de gel especialmente desenvolvido para pets para garantir que o lacinho ficará no lugar. Nunca, jamais, em hipótese alguma use cola quente! Além de machucar o pet é extremamente cruel.

Cuidados especiais com cachorros com lacinhos

Antes de colocar lacinhos no cachorro, é preciso que o pelo esteja limpo, penteado e hidratado, caso contrário o acessório pode provocar quebra do fio e até emaranhar, o que causaria um desastre imenso na pelagem do seu pet.

Ao amarrar os lacinhos, certifique-se que os mesmos não estão muito apertados, pois além de causar desconforto isso pode provocar uma espécie de dermatite que causa perda de pelo, temporária ou crônica, no topo e na lateral do crânio, além de feridas e escamas.

Isso acontece porque o fluxo de sangue no local diminui, provocando inflamação e posterior atrofia dos folículos pilosos. Deixar o pet com lacinho por muito tempo também pode causar a doença, portanto tenha sempre atenção.

Alguns lacinhos de cachorro vem com fita adesiva ou cola para melhor aplicação.

Certifique-se que o material não é tóxico e nunca use produtos caseiros para fixar o acessório, como cola branca ou durex, já que os mesmos podem provocar alergia. Depois de tirar o lacinho, passe água morna com sabonete no local e esfregue suavemente para remover resquícios de cola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *